terça-feira, 26 de maio de 2009

Gozando as Férias

É... nem só de trabalho vive o homem, ou no caso, a mulher que vos fala :D. Chegaram as tão merecidas férias, acho que por isso demorei tanto a bloggar... Estava sem assunto mesmo, curtindo o fazer nada.

Pois eis que passando férias ao lado de mamãe, visitando vovó, batendo aquele papo que sempre fica pra depois, percebi como sei pouco das coisas que acontecem do meu lado...

Nós, e por nós eu digo, mulheres, trabalhadoras, indenpendentes, esforçadas, cheias de trabalho, de afazeres, de estudos, temos que ter tempo para TUDO, e algumas coisas ficam para trás.

Hoje percebi que estou perdendo, o que podem ser os últimos meses de convivência com meu avôzinho querido, que já não é mais o mesmo... Como é que a gente deixa essas coisas acontecerem? Como é que pelo afã de conhecimento, carreira, social, esquecemos de pessoas, muitas vezes responsáveis pelo que somos hoje?


Claro não esquecemos das pessoas, mas deixamos de passar tempo com elas, de ouvir suas histórias, de rir dos mesmos trocadilhos infames que escuta desde dos 2 anos?

A belisquinho hoje está sentimenal... Madeleine Peyroux ao fundo não ajuda né... rsrs

Mas pelo menos hoje, agora, nesses diazinhos de férias eu estou e vou aproveita-los da melhor maneira possível.

bjs bjs, Cames

5 comentários:

Lucky Girl disse...

amei seu blog
quando puder me visita?
http://proveiegostei.blogspot.com/

ja to te seguindo

bjokas e boa semana pra ti

Marcia Paula disse...

Boas férias,mas...de novo?Fiquei confusa agora...você não estava de férias em dezembro quando foi pra NY?Beijos.

enola disse...

Faça isso!
Aproveite mesmo!!
Tinha essa mesma sensação quando ficava perto da minha avó.

"Como é que pelo afã de conhecimento, carreira, social, esquecemos de pessoas, muitas vezes responsáveis pelo que somos hoje?"

Beijos, guria!

Boas férias!!

Alice disse...

Muito bom estar ao lado de quem gostamos.

SampaVelox disse...

E-he!
Boas férias!
E, sim, aproveite esses momentos de reflexão regados a Madeleine Peyroux e o tempo que terás livre para resgatar esses contatos tão importantes que vão ficando para trás e, quando vemos, o tempo passou, o vento levou e ficamos só na memória.
Nosso tempo é o aqui e o agora -- então, curta-o bem!
Beijão pra vc!