quarta-feira, 30 de julho de 2008

Quero ser assim quando crescer

Hoje acoteceu uma coisa que me trouxe de volta a vontde de postar, e me lembrou por que eu criei esse blog.

A cena foi mais ou menos assim:
Papo infomal sala de aula da pos...
- Ahhh você gosta de homens de uniforme...
- Não, eu gosto de mulheres de uniforme!

Fiquei Choqita! Claro que não com o assunto, mas sim com os desprendimento que a frase foi dita. Assim como se fosse "Não, eu gosto de chocolate branco" leve! A R R A Z O U ! ! !
Quase aplaudi, quero ser assim quando crescer.

Na foto: Capitã Tasha Williams (The L Word) devidamente uniformizada!


Então, isso aqui é só pra dizer que eu voltei e com a proposta inical do blog.

Cames!

8 comentários:

Queer Girls disse...

Oi!
tive enorme prazer com sua visita!! Já vou linkar seu blog no Queer Girls, no espaço Diversidade.
volte sempre!
Ah, mal posso esperar para ver a "Brenda" em Barrados...rs!
bjos,
Mari

Ana Duarte disse...

Como esse mundo é pequeno, nossa mãe! A Mari (Queer Girls) vai rir muito quando souber que esse "diálogo" quase surreal, é meu... hahaha
Fiquei deveras honrada com o post e em saber que essa história te inspirou a postar de novo.
Quanto a ser assim quando crescer... Bom, basta você querer. Depois que você mete o pé na primeira porta (família) o resto é molezinha!!
Vou te linkar também, me diverti muito aqui.
Tenho um outro blog junto com meus amigos da UERJ, mas não é lés:
www.comunicacaodequatro.blogspot.com
Beijinho e inté.

Ana Duarte disse...

Ah, outra coisa, "roubei" teu post e coloquei no Duas, depois dá uma olhada.
Espero que goste, se não gostar, me avisa que eu deleto, tá?
Beijinho

Alex&Elisa disse...

=)

Lelê Maria disse...

eu fico uns dias sem vir aqui vc dá uma mega atualizada, vou resumir os comentários num só. :D

-TPM sempre nos faz filosofar sobre a vida e quando dá perto de datas especiais é certeiro: emotivas, despejamos pra fora tudo que nos consome, botamos a boca no mundo e por final resolvemos uma pá de problemas.eu ao menos sou assim.

- desde que me saquei lésbica tenho essa preocupação com prevenção,o que acaba ficando sempre na teoria, pq o máximo que descobri sobre prevenção lés foi um lance que a gente faz com luva de procedimento(??) que é no mínimo desconcertante na hora h.
A melhor informação que recebi da minha gineco foi que já que eu era lésbica e que na mulher era sintomática a doença, qlqr coisa eu 'veria' e 'escaparia'.Achei a coisa mais furada e antiética, depois pensei sobre esse 'ver' e se chegasse a ver tmb de nada adiantaria mais.

- amei o que tu escreveu sobre os porques de de manter umb blog, e é uma verdade das mais certeiras.
que comentário mais longo! sorry"! rss

bomfindi!

Menina Lua disse...

Eu tento ser assim, não é nada fácil...
Mas eu tento sim.
Pago minhas contas, não devo nada a ninguém e não sei porque teria que ser diferente, mas, infelizmente, tem horas que não dá!
Mas o que me dá raiva mesmo é do povo que acha que ser assim tá errado e ainda joga pedra em quem é...vergonha deveria ser ter vergonha de si mesmo e não o contrário...

Dani disse...

Oi, meu nome é Danielle tenho 27 anos, encontrei o site por caso navegando na net e adorei, me senti em casa digamos rs...sempre quis ouvir mais experiências de "outras" p/ saber se só o meu relacionamento é tão difícil :/ ... adorei o site, acho inclusive q vou ser frequentadora assídua rs, beijão a todos!

As Beliscas disse...

Dani, q bom q vc gostou do blog. Adoro isitas e comentários! apareça sempre. Bjs Cames