quarta-feira, 14 de julho de 2010

Contato físico... não obrigada

Abraça? Dá dois beijinhos? Um só?... complicado isso... o brasileiro, o carioca principalmente, tem essa mania de dar dois beijinhos (as mulheres entre sí e os homens com as mulheres, dois homens não né, pq é 'viadagem'... affe) honestamente... eu acho um pouco demais... uma etiqueta social exagerada... Porque tanta proximidade?? MELDELZ eu nem te conheço! Eu lá sei onde esteve essa boca que está prestes a encostar nas minhas bochechas??? (bochechas estas muito bem tratas com cremes, sabonetes e consultas ao dermatologista) ARGH... sai pra lá!

O abraço damos em pessoas mais queridas, mais chegadas... mas é só rolar uma afinidade maior, lá vem aquele abraço... e o tio todo suado com sua barrigona, adora te apertar... só pq é da familia acha mesmo que tem essa abertura toda??? sai pra láááááá

Ok, não precisamos ser japoneses que não se encostam (até que não seria uma má idéia...) mas assim... um aperto de mão (ácool gel sempre na bolsa!) tapinha nas costas... pq não né?

Vai abraçar, beijar, espalhar saliva na sua namorada!

Beijos, (ao vento)
Cames

3 comentários:

ellencodeco disse...

concordo plenamente!!! e quando o beijo na bochecha é molhado... q odeooo!!!!!!!!!!!!!!

muito complicado essa mania que o povo tem de tocar.. rs.

Mutante disse...

putz aqui em Sampa é um beijinho só e quando chegamos num lugar e a mesa está muito cheia, muitas vezes damos um oi geral na galera sem remorsos...rs
sabe o que eu nunca gostei mesmo? quando o padre mandava as pessoas na missa apertarem as mãos e se cumprimentarem, eu era criança e vinham aquelas pessoas me apertar e querer beijinho da menina bonitinha, aff! definitivamente não curto contatos físicos demasiados com pessoas desconhecidas, tudo bem que devemos amar ao próximo, mas não é tão fácil assim sair abraçando todo mundo. você viu o trailer do filme "abraço corporativo"? fiquei passada (até porque teorias americanas de auto-ajuda são uó)! rs
enfim, neuroses!
bjo!

Anonímia disse...

Oi Gata,

ai,ai, você e essa sua descendência germânica...

Eu amo o Rio de Janeiro. Aqui a regra é dar dois beijos... dizem que é em cada bochecha... mas quando é alguém que eu acho que vale a pena eu prefiro as variações:
um na bochecha e outro no canto oposto da boca,
um na bochecha e outro no pescoço,
um na bochecha e outro...

Amo o Rio de Janeiro, mas me disseram que em Minas é melhor... lá são três beijos...
ui, imagine só...

Hmmm, o que eu faria com um beijo a mais?
Abusaria da regra três, uai.

Bisous,